Sexta-feira, 23 de Fevereiro de 2007

O Amor

O amor, quando se revela, 
Não se sabe revelar. 
Sabe bem olhar p'ra ela, 
Mas não lhe sabe falar. 

Quem quer dizer o que sente 
Não sabe o que há de *dizer. 
Fala: parece que mente 
Cala: parece esquecer 

Ah, mas se ela adivinhasse, 
Se pudesse ouvir o olhar, 
E se um olhar lhe bastasse 
Pr'a saber que a estão a amar! 

Mas quem sente muito, cala;
Quem quer dizer quanto sente 
Fica sem alma nem fala, 
Fica só, inteiramente! 

Mas se isto puder contar-lhe 
O que não lhe ouso contar, 
Já não terei que falar-lhe 
Porque lhe estou a falar...

(Fernando Pessoa)

Estou: mal
Música: All Good Things (come to an end) - Nelly Furtado

O que me dói não é

O que me dói não é
O que há no coração
Mas essas coisas lindas
Que nunca existirão...

São as formas sem forma
Que passam sem que a dor
As possa conhecer
Ou as sonhar o amor.

São como se a tristeza
Fosse árvore e, uma a uma,
Caíssem suas folhas
Entre o vestígio e a bruma.

(Fernando Pessoa)

Estou: mal
Publicado por tataflor às 15:52
link | Comenta AQUI!!! | Adicionar aos favoritos!!!
Sexta-feira, 21 de Julho de 2006

Não te amo

   NÃO TE AMO

Não te amo, quero-te: o amar vem d'alma.
   E eu n'alma --- tenho a calma,
   A calma --- do jazigo.
   Ai! não te amo, não.

Não te amo, quero-te: o amor é vida.
   E a vida --- nem sentida
   A trago eu já comigo.
   Ai, não te amo, não!

Ai! não te amo, não; e só te quero
   De um querer bruto e fero
   Que o sangue me devora,
   Não chega ao coração.

Não te amo. És bela; e eu não te amo, ó bela.
   Quem ama a aziaga estrela
   Que lhe luz na má hora
   Da sua perdição?

E quero-te, e não te amo, que é forçado,
   De mau feitiço azado
   Este indigno furor.
   Mas oh! não te amo, não.

E infame sou, porque te quero; e tanto
   Que de mim tenho espanto,
   De ti medo e terror...
   Mas amar!... não te amo, não.

                       Almeida Garrett
Estou: a precisar de paixao
Música: não sei o nome mas é linda
Segunda-feira, 15 de Maio de 2006

Amar!

Adoro este Poema!!!

"Amar!

Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: Aqui...além...
Mais Este e Aquele, o Outro e toda a gente
Amar!Amar!E não amar ninguém!

Recordar?Esquecer?Indiferente!...
Prender ou desprender?É mal?É bem?
Quem disser que se pode amar alguém
Durante a vida inteira é porque mente!

Há uma Primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
Pois se Deus nos deu voz, foi pra cantar!

E se um dia hei-de ser pó,cinza e nada
Que seja a minha noite uma alvorada,
Que me saiba perder... pra me encontrar..."

Florbela Espanca
tags: ,
Publicado por tataflor às 12:02
link | Comenta AQUI!!! | Adicionar aos favoritos!!!

i3mais sobre mim

i3Pesquisa AQUI!!!!

 

i3últ. postes

i3 O Amor

i3 O que me dói não é

i3 Não te amo

i3 Amar!

i3Arquivo

i3Os meus favoritos

i3 Faça como a água contorne...

i3 Saudade...

i3 Caçador de Sois

i3 Apenas um desabafo...

i3 Who Knew

i3 No promises

i3tags

i3 todas as tags

blogs SAPO
RSS