Sexta-feira, 25 de Janeiro de 2013

Saudades de rir e de ser feliz

Saudades de rir um pouco, de ser feliz um pouco.

Hoje o dia não foi nada facil. Parece que só pioro. Hoje abusaram comigo. Abusaram muito. Já não tenho mais alegria. Não tenho mais vontade nem motivação.

As vezes acho que se não estivesse aqui seria muito mais facil tanto para mm quanto para oa outros. Isto pode parecer muito igoista. Até pode ser, se calhar até o é. Mas que importa? Quem se importa? A Tânia que a maioria das pessoas conheceu morreu. Tem vindo a morrer um pouco cada dia, cada dia cada vez mais...

Fico sempre mal com estes encontros. Mostra-me as minhas fraquessas de modo muito claro e aterrozidador.

Preciso de paz. Preciso de ficar em paz. As sextas-feiras normalmente têm sido sempre assim. Estou farta da vida que tenho mas ta,bém não consigo muda-la. Não consigo muda-la de maneira nenhuma. Ás vezes queria não estar aqui.

Estou: péssimamente mal
Publicado por tataflor às 23:54
link | Comenta AQUI!!! | Adicionar aos favoritos!!!
Quinta-feira, 26 de Abril de 2012

Abandono

Há coisas que nos acontecem na vida que nos ultrapassam de uma maneira avassaladora. Como é que é possivel cada vez que eu penso (apenas penso) em pedir alguma coisa a deus acontece exactamente o contrário? Mas como? Eu devo ser muito odiada lá em cima. Devo ter uma pessima reputação. Não consigo entender. Mas enfim.

Hoje o meu dia não foi propriamente o que eu espera dele. Ou pelo menos não esperava que acabasse da maneira que acabou. Chorei. Voltei a chorar po alguém de quem já me tinha despedido. Chorei, se chorei é porque ainda dói. Mas como? Não é possivel. Esta dor já não faz sentido. Quem me faz chorar não merece que eu deite uma última lágrima. E o pior é que quem me fez chorar voltou a falar comigo só porque vai precisar de mim em breve. Apenas por isso. Precisa de mim e está a arranjar uma forma de me ter por perto de novo fingindo que nada aconteceu. Como se nunca se tivesse passado nada.
Se não fossem os putos. Se não fossem eles eu virava costas sem piedade, talvez com o coração apertado, mas teria de ser. Esta pessoa não merece que eu o ajude. Não merece mesmo. Não o quero mais na minha vida. Doeu muito tudo pelo que passei. E o pior é que ainda dói. Pelos vistos ainda dói. Se não doesse eu não teria chorado.

Queria tanto não ter que chorar mais por isto. Queria voltar a viver. A sonhar. A respirar livremente. Andar descontraida. Queria poder viver.
E no fim disto tudo eu só me pergunto: "Como é possivel dar tanta coisa má na vida de uma só pessoa?". Eu não mereço tanta infelicidade. Eu já merecia alguma paz e felicidade. Eu sei que merecia.

Estou:
Música: Longe do Mundo - Sara Tavares
Publicado por tataflor às 01:14
link | Comenta AQUI!!! | Adicionar aos favoritos!!!
Quinta-feira, 30 de Setembro de 2010

O nome que no peito me sufoca....

Depois dos ultimos acontecimentos e nem me apetece falar do que aconteceu ao certo porque foi tudo tao rapido e tanta coisa acontceu que nem quero.

Eu nao sei o que vai dentro de mim. Nao sei o que dizer... Nao sei o que fazer... Nao sei sequer o que pensar... Se por um lado sinto saudades por outro acho que este sentimento é muito pequeno, mas no entanto quando estamos juntos tudo bate certo, tudo faz sentido. E o silencio.... O silencio que me assola à já 2 dias mesmo mata-me... Dói. Antes ao menos ainda havia mensagens a dizer que nao. Que é um erro... Que não faz sentido. Que mais vale esquecer. Que não há esperança. Antes ao menos havia ele. Agora não há ele. Agora não há nada. Agora só ha silêncio!!!!

 

 

Só para afastar esta tristeza

Para iluminar meu coraçao

Falta-me bem mais tenho a certeza

Do que este piano e uma cançao

Falta-me soltar na noite acessa

O nome que no peito me sufoca

E queima a minha dor

 

Falta-me solta-lo aos quatro ventos

Pra depois segui-lo pra onde for

Ou então dize-lo assim baixinho

Embalando-o com carinho

O teu nome meu amor

 

 

Porque todo ele é poesia

Corre pelo peito como um rio

Devolve aos meus olhos a alegria

Deixa no meu corpo um arrepio

Porque todo ele é melodia

Porque todo ele é perfeiçao

É na luz escuridão

 

Falta-me dize-lo lentamente

Falta soletra-lo devagar

Ou entao bebe-lo como um vinho

Que da força para o caminho

Para quando a força faltar

Falta-me solta-lo aos quatro ventos

Pra depois segui-lo pra onde for

Ou entao dize-lo assim baixinho

Embalando-o com carinho

O teu nome meu amor

 

Porque todo ele é melodia

E porque todpo ele é perfeiçao

É na luz escuridão

Falta-me solta-lo aos quatro ventos

Pra depois segui-lo para onde for

Ou entao dize-lo assim baixinho

Embalando-o com carinho

O teu nome meu amor

Estou: mal
Música: Miguel Gameiro - O teu nome
Publicado por tataflor às 23:32
link | Comenta AQUI!!! | Adicionar aos favoritos!!!
Segunda-feira, 26 de Julho de 2010

Chorei

Ontem finalmente chorei. Ainda não tinha conseguido chorar. Já chorei tanto na minha vida que as lágrimas parecem já ao existir, parecem ter desaparecido, ido embora. Ontem chorei ao pensar na minha triste vida.Chorei ao pensar no que anda a acontecer e no que não anda. Chorei ao pensar na minha solidão. Ao pensar de como sou inútil, sem valor para ninguém. Chorei e chorei, mas agora já não consigo mais. Tenho o meu peito pequenocomo se não existisse ali nenhum coração, como se estivesse vazio. É assim que me sinto: VAZIA. Sem ter par onde ir, sem ter com quem falar, sem ter o que fazer, sem ser o que sou, sem nada, sendo apenas mais um corpo no mundo, apenas e só. Há dias em que esqueço que não sou nada, mas no fundo eu sempre não sou nada e então eu pergunto-me: "O que raio estou aqui a fazer? Se eu me fosse embora ninguem, mas absolutamente ninguem ia sentir a minha falta.". A verdade é esta, ninguem realmente ia sentir a minha falta. A minha mae talvez. Mas ela ia acabar por se habituar. Como é possivel eu chegar a este ponto? Nao ter ambiçoes, nao ter sonhos, nao ter raxao para viver, nao ter alma. A unica coisa que me resta é a solidao e a tristeza.

Estou:
Música: Leva-me a casa - Lúcia Moniz
Terça-feira, 6 de Julho de 2010

Sorte nula

Eu de facto não nasci com sorte. Quando pensava que ia ter uma folga, alguma coisa onde me poder agarrar, tudo volta ao zero. Ao nada. A boa noticia é que vou poder ter o Verão inteiro para não fazer nada mais uma vez. Mas sem dinheiro. E a desesperar sem ter nada para fazer e a aturar os meus pais o dia inteiro. Para variar. Enfim, não tenho mesmo sorte nenhuma.
Estou:
Música: Pra voce guardei amor - Nando Reis
tags:
Publicado por tataflor às 23:08
link | Comenta AQUI!!! | Adicionar aos favoritos!!!

i3mais sobre mim

i3Pesquisa AQUI!!!!

 

i3últ. postes

i3 Saudades de rir e de ser ...

i3 Abandono

i3 O nome que no peito me su...

i3 Chorei

i3 Sorte nula

i3 Magoada

i3 Ao menos deixem-me chorar...

i3 A morrer....

i3 Primeira aula de Condução

i3 Passei a Código... Mas aq...

i3Arquivo

i3Os meus favoritos

i3 Faça como a água contorne...

i3 Saudade...

i3 Caçador de Sois

i3 Apenas um desabafo...

i3 Who Knew

i3 No promises

i3tags

i3 todas as tags

blogs SAPO
RSS